Jesus, a esperança – 2017
Duração: 1h e 30 min
Gênero: Drama Épico
Sobre: Uma releitura da vida de Jesus Cristo
Direção: Semi Salomão
Trilha sonora: Samuel Merrett
Produção: MÃE DO CÉU FILMS
Participação especial: Semi Salomão como "Rei Herodes"
Distribuidora: Moro Filmes


Sinopse

FILME JESUS A ESPERANÇA
A mais famosa história de todos os tempos, chega aos cinemas com direção do cineasta Semi Salomão, produzida por MÃE DO CÉU FILMS.

Jesus a Esperança relata a história de Jesus Cristo, narrada pela perspectiva bíblica, baseada nos quatro evangelhos sinóticos, retratando sua vida pública, os milagres, a conspiração em torno de sua existência, sua morte e ressurreição.

O desafio de se produzir um filme envolvente, com não atores, a partir da experiência cênica da Paixão de Cristo encenada na cidade de Arapongas, no Paraná. Produzido com recursos próprios do grupo teatral MÃE DO CÉU, que contou com o apoio de toda a comunidade, Jesus a Esperança traz uma mensagem de amor e respeito ao próximo às vésperas do Natal.

MÃE DO CÉU FILMS

Resumo da Trama

A mais famosa história de todos os tempos, volta aos cinemas, pelas mãos do Grupo Cênico MÃE DO CÉU.


CURIOSIDADES

- Luiz Vechiatto, araponguense que dirige o grupo teatral MÃE DO CÉU e interpreta Jesus Cristo há mais de 20 anos, tinha o sonho de produzir um longa-metragem sobre o assunto. Semi Salomão aceitou o convite e o desafio de dirigir um filme épico de temática religiosa.

- Semi ministrou um workshop e aulas de preparação junto da maior parte do elenco do grupo MÃE DO CÉU, quando ensinou técnicas de interpretação para cinema em um curto espaço de tempo.

- A produção do filme contou com mais de 500 figurantes, além de utilizar também a estrutura do grupo teatral, como cenógrafos, figurinistas, maquiadores, iluminadores e diversos colaboradores de outros setores.

- As cenas de milagres, vida pública de Jesus, crucificação, mulher adúltera, cura do cego, leproso, via sacra, foram realizadas ao céu aberto em Sabáudia, cidade do interior do Paraná, outras cenas como Palácio de Pilatos, casa de Herodes, foram criados sets de filmagem na Cidade de Arapongas, onde envolveram grandes estruturas de cenário criados pelos figurinistas do grupo MÃE DO CÉU FILMS.

GALERIA DE FOTOS DO FILME

TRAILERS

LANÇAMENTO

CIDADE ENDEREÇO SALA(S) HORÁRIO(S)
Curitiba-PR CinePlus - Jardim das Américas Sala 1 17:30 e 19:30
Curitiba-PR CinePlus - Xaxim Sala 3 14:15 e 19:30

DIREÇÃO


Semi Salomão Neto

Trajetória artística do cineasta Semi Salomão

Nascido no dia 30 de maio em Apucarana, interior do Paraná, Semi Salomão Neto se destaca por suas inúmeras habilidades, como cineasta, ator, diretor, escritor, dublador, desenhista, roteirista produtor e criador brasileiro. Reconhecido pelos seus filmes no Brasil e no exterior, ele iniciou sua carreira artística aos 12 anos quando criou animações, vinhetas e sátiras utilizando uma filmadora analógica.
Seu primeiro trabalho foi a animação artesanal chamada "Festival Esmair", em 1996, inspirada na caricatura de seu professor e produzida com lápis e borracha. No ano seguinte, em 1997, ele produziu uma dublagem satírica para o evento "Rallye de regularidade", promovido pela 93FM e transmitido no Paraná.
No mesmo ano, o cineasta produziu também seu primeiro curta "Minas – Fenômenos Místicos", inspirado em relatos de discos voadores na cidade de Extrema, em Minas Gerais. Em 2000, o cineasta apresentou o primeiro longa-metragem "O Reencarnado", produzido com uma filmadora JVC compacta analógica e todo editado de forma artesanal em um videocassete.
No mesmo período, Semi participou do quadro "Histórias que o Povo conta", do SBT. Em 2001, o cineasta apresentou o programa semanal "Telerepórter", transmitido pela RTV Canal 38, da TVE, de Apucarana, onde trabalhou também como repórter e produtor de matérias locais, com destaque para as pegadinhas, desenhos animados e Matérias internacionais feitas em países da América Latina.
Após dois anos, Semi produziu para o mesmo canal o seriado humorístico "Rádio Juca Pingado", quando interpretou o personagem que leva o nome do programa. Em 2004, Salomão lançou o filme de maior sucesso "A bruxa do Cemitério", aclamado pela crítica de jornais como "Estado de São Paulo", "Folha de São Paulo", "O Globo", "El Universal", do México, além de participar de festivais do Brasil e ganha o status de filme "cult" pelo público.
Em 2006, o cineasta produziu o longa "Histórias do Sobrenatural", que apresenta três histórias de terror e ficção com participação especial da cantora Elba Ramalho. Um ano depois, Semi apostou no gênero comédia com o filme "Hotel América", quando faz sátira aos realities shows. Em 2008, o artista volta a seguir o gênero thriller com o filme "Envolvimentos Perigosos", quando interpreta o primeiro vilão com cenas polêmicas de assassinatos.
Em 2009, Salomão voltou com o gênero terror com a sequência "A Bruxa do Cemitério 2", que conta a origem da bruxa com elementos dramáticos e cômicos. No ano seguinte, Semi apostou no misticismo e na espiritualidade com o filme "Mestre Salomão", com cenas filmadas na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, e na Serra do Roncador, em Mato Grosso, local em que filmou dentro de uma autêntica tribo indígena Xavante.
Em 2011, Semi decidiu mudar definitivamente para o Rio de Janeiro e participou do curta "Calisse", do cineasta Francês Fraçois Villa. De 2012 a 2013, Semi produziu o filme "Eu sou Rio", com narração de Carlos Vereza e inspirado na cultura carioca e brasileira. Neste longa, o cineasta atinge uma marca histórica no mundo quando interpretou 51 personagens diferentes dentro de um único filme. Inclusive, Semi foi cotado para o Guiness Book.
Logo em seguida, em 2014, surge a obra "O Iniciado- A Primeira Montanha", com temática esotérica, trazendo ao público pela primeira vez ensinamentos de doutrinas esotéricas como Rosa-Cruz, Gnosis e Maçonaria. Tudo isso de uma forma ecumênica e universalista com reconstituição de cenas da Idade Média.


Dois anos depois, em 2016, Semi começou a dirigir o filme "JESUS A ESPERANÇA", uma superprodução do grupo teatral "MÃE DO CÉU", em parceria com o cineasta. Além de dirigir , Semi fez a edição e interpretou o Rei Herodes.


Filmografia

Cinema: Longa-metragem
- O Reencarnado (2000)
- A Bruxa do Cemitério (2004)
- Histórias do Sobrenatural (2006)
- Hotel América (2007)
- Envolvimentos Perigosos (2008)
- A Bruxa do Cemitério 2 (2009)
- Mestre Salomão (2010)
- Eu sou Rio (2014) - inédito
- O Iniciado (2015) - inédito
- Jesus, a esperança (2017) – inédito
- A Última Locadora (2017 em produção)

Cinema: Curta-metragem
- Minas – Fenômenos Místicos (1996)
- Minas – Em busca do disco voador (1997)
- Visita Inesperada (2003)

Curtas de animação
- Festival Esmair (1996)
- Irmãos Mongoloides (2003)
- Mamãe Mocréia (2008)
- Evilcréia (2013)

Cinema (trabalhos de outros diretores)
- Assistente de direção no longa-metragem Gaijin2 (2010), de Tizuka Yamazaki.
- Tradutor e ator protagonista no curta-metragem Calisse (França, 2011), de Fraçois Villa.

Televisão (Trabalhos como apresentador, ator, diretor, produtor, dublador, repórter, escritor e criador)
- "A Sátira" (1997,1998) - dublador, editor e criador. Veiculado no evento "Rallye de regularidade", promovido pela rádio 93Fm da cidade de Apucarana, no Paraná.
- "Histórias que o Povo Conta" - episódio: Corpo Seco (2000) ator, no SBT. Quadro do "Programa do Ratinho", produzido por Francisco Rodrigues Filho (Chicão).
- "Telerepórter" (2001 a 2004) – apresentador, na TVE (RTV Canal 38).
- "Rádio Juca Pingado" (2003) ator, escritor, na TVE (RTV Canal 38). Seriado humorístico de 10 episódios onde interpreta o personagem-título e outros.
- "Revista Eletrônica" (2004 a 2005) apresentador, na TVE (RTV Canal 38).
- "A Menina que enfrentou o Demônio" (2006), no SBT - Matéria jornalística veiculada no Programa do Ratinho.

Teatro – (trabalhos como ator)
- A Festa (Rio de Janeiro, 2011), dirigido por Daniel Freitas
- Pai Tetê (Rio de Janeiro ,2012) comédia stand up apresentada no "Corujão da Poesia", no Rio de Janeiro.